Thursday, 5 April 2007

The World and my World


"The World is small and for everyone, mine is big, but exclusive! I'm jealous and have trust issues, so either you pay many gold and silver coins, or you fall in my graces, otherwise you're not coming in."

Esta frase não foi dita no House, mas escrita por mim as 2 da manhã, acho que diz tudo. Ao contrario do que muitos possam dizer, principalmente profissionais da area a.k.a. psicologos e psiquiatras, todos temos o nosso mundo, todos vivemos num mundo nosso, a maior parte das pessoas sem problemas concilia a realidade com o seu mundo. Outros vivem nos dois mundos mas não dizem a ninguem, outros vivem no seu mundo apenas, autistas. Outros ainda tentam conciliar o seu mundo com a realidade e nao conseguem a.k.a. me. Moral da historia eu sou esquisito, estranho ou especial, escolham o adjectivo para mim é igual. Aproveitando a deixa de uma Flor do satelite natural da Terra, é complicado encontrar alguém que se interesse sobre os temas que me interessam. Porquê, perguntam vocês, talvez pelo que está escrito acima. Mas o mais chato é o facto de queremos ter uma conversa com alguém e ninguem perceber nada do que dizemos, não pelo o facto de não sabermos falar ou estarmos a falar chinês (ou inglÊs, for that matter, comentário a montes de colegas de faculdade que não sabem o minimo de inglês, o que acho estranho, pois de antemão sabe-se que na faculdade é muita info em inglês, e estas pessoas nem fazem o minimo por tentar saber...), mas por não estarem a par do tema. Não estou a dizer que as pessoas tenham de ter interesse naquilo que eu gosto, mas certos temas como por exemplo ciências médicas, seria natural alunos numa faculdade de ciências médicas ter algum interesse, não digo pela matéria que está a ser dada mas pelas curiosidades.

On the other hand I'm lonely, I have a crapy social life, maybe I'm depressing, if I have a leg paine I would be turning in to House.
La esta talvez eu seja mesmo esquesito ou outro adjectivo que queiram pensar.

1 comment:

Cilex said...

Como disseste todos temos o nosso mundo, porque haveremos de ser mais ou menos esquisitos so porque lhe damos mais ou menos atençao? A questao é ha pessoas que nao se conhecem o suficiente para saber que o têm. Essas pessoas nao sabem quem sao e como tal nao têm condiçoes para conhecer e apreciar o mundo de todos. Na minha opiniao essas pessoas sao pobres.